Intervenções cirúrgicas que tratam ou curam doenças ou traumatismos dentro do corpo humano.

Na AGJ Hospital Saúde Center, conta com um completo centro cirúrgico com uma extensa relação de procedimentos cirúrgicos que permitem tratar e curar as mais diversas doenças e traumas.

Como fazer uma cirurgia na AGJ Hospital Saúde Center?

png-transparent-computer-icons-icon-design-apple-icon-format-number-1-apple-icon-image-format-world-wide-web-wiki

Identifique

Identifique a sua queixa ou sua necessidade. Reveja todas as informações pertinentes ao procedimento e agende uma consulta de avaliação pré-cirúrgica com um de nossos cirurgiões.

number-2-icon

Avalie

No dia da consulta de avaliação com o cirurgião, tire todas as dúvidas com o profissional quanto a realização, pós-operatório e recuperação do procedimento cirúrgico que realizará.

number-3-icon

Agende

Após feita sua avaliação e realizados todos os exames pré-operatórios, esclarecendo todas as dúvidas, e com a liberação do seu cirurgião para agendar sua cirurgia; Dirija-se ao departamento de internação para confirmar a data agendada da sua cirurgia. 

Procedimentos cirúrgicos mais comuns

#1 – O que é?

Amputação é a remoção de uma extremidade do corpo mediante cirurgia ou acidente. Na medicina, é usada para controlar a dor ou a doença no membro afetado, como no câncer e na gangrena. Existem vários tipos de amputações (perna, braço, faciais, peitoral, e de órgãos genitais). A AGJ Hospital Saúde Center realiza amputações de Quirodactilo, Pododactilo, Membros inferiores, e Pênis.

#2 – Como é realizado?

O procedimento cirúrgico da amputação inicia-se ligando-se as artérias e veias com intuito de evitar hemorragia. Os músculos são removidos e, por fim, o osso é serrado. A pele e a musculatura remanescentes são rearranjadas.

#3 – Qual o preparo Pré-operatório?

Ser amputado é uma situação difícil para qualquer pessoa. Perder um membro não é um desafio apenas fisicamente, mas a autoimagem da pessoa frequentemente muda quando ela perde uma parte de “si mesma”. Os médicos tentam preparar as pessoas e seus familiares explicando o motivo da amputação ser necessária, o que acontecerá antes e depois da amputação e durante o processo de ajuste da prótese. Pessoas que entendem o processo e têm expectativas realistas sobre as dificuldades que poderão ter que enfrentar e qual o resultado mais provável são mais propensas a perseverar e ter um melhor resultado.

Antes da cirurgia, o cirurgião, traça planos, objetivos e resultados realistas com a pessoa que precisa de uma amputação para que tenha melhor adaptação após a cirurgia.

#4 – E o Pós-operatório?

Após a cirurgia, a equipe clínica e a pessoa submetida à amputação trabalham juntas para desenvolver objetivos para:

  • Proteger o membro residual (coto) de trauma acidental (por exemplo, de colisões e quedas);

  • Controlar o inchaço;

  • Promover a cicatrização;

  • Manter a força, resistência cardiovascular e amplitude de movimento das articulações.

Após a cirurgia, o membro residual (coto) precisa cicatrizar. Massagem, percussão, vibração e suporte de peso progressivo podem ajudar o membro residual a ficar menos sensível. Há muitas opções de curativo para proteger o membro residual e a controlar o inchaço. O inchaço efetivamente controlado ajuda a aumentar a circulação sanguínea, promover a cura e reduzir a intensidade da dor pós-operatória e da dor fantasma. Ter uma dieta saudável também continua importante após a cirurgia.

Procedimentos Cirúrgicos menos comuns

Alguns procedimento são menos comum ao nosso ambiente hospitalar porém podem ser realizados no nosso centro cirúrgico. No entanto, são procedimentos de menor demanda e que precisam de maior análise da equipe cirúrgica quanto a agenda para realização. São eles a:

  • BARTOLINECTOMIA;

  • CAUTERIZAÇÃO DE COLO UTERINO;

  • CURETAGEM UTERINA;

  • CONIZAÇÃO DE COLO UTERINO;

  • CORREÇÃO DE FISTULA e FÍSTULA VAGINAL;

  • EXEGERESE PTERIGIO;

  • FASCIOTOMIA DESCOMPRESSIVA;

  • FACECTOMIA;

  • INGUINOTOMIA;

  • LABIOPLASTIA;

  • MIOMECTOMIA;

  • MINI ABDOMINOPLASTIA;

  • NEFRECTOMIA;

  • OOFORECTOMIA;

  • PARECENTESE;

  • PARTO NORMAL;

  • PRENHEZ TUBÁRIA;

  • PROSTATECTOMIA;

  • RESSUTURA DE PAREDE ABDOMINAL;

  • RETIRADA DE NÓDULO DE MAMA;

  • TOROCOTOMIA;

  • TORACOCENTESE;

  • TRAQUEOSTOMIA;

  • URETEROLITROTRIPSIA.